Ministério da Cultura volta atrás em demissões na Cinemateca Brasileira

Folhapress
Hoje em Dia - Belo Horizonte
30/07/2016 às 16:10.
Atualizado em 15/11/2021 às 20:04

O Ministério da Cultura recuou neste sábado (30) quanto às exonerações da diretora da Cinemateca Brasileira, Olga Futemma, e dos quatro integrantes da equipe técnica.

Segundo a assessoria de imprensa do MinC, a decisão de voltar atrás nas exonerações ocorreu porque "os funcionários tinham funções muito específicas que não encontramos em outros quadros do MinC para que pudessem ser substituídos". 

"Reconheceu-se essa especificidade e a decisão de voltar atrás foi decidida com base nesse critério técnico. O próprio ministro Marcelo Calero telefonou ontem [sexta, 29] para Olga Futemma e comunicou a decisão."

Segundo a assessoria, Futemma, servidora de carreira aposentada, tem mais de 30 anos de serviços prestados, tendo se destacado na gestão da Cinemateca.

Exoneração

Na manhã da última terça (26), o ministério exonerou 81 funcionários, incluindo os cinco nomes que ocupavam a cúpula da Cinemateca, órgão responsável pela preservação do audiovisual brasileiro.

No mesmo dia, o MinC anunciou Oswaldo Massaini Filho como o futuro coordenador-geral da Cinemateca, até então dirigida por Futemma, demitida com o restante da cúpula.

Na quinta (28), o MinC informou que estava "reavaliando" a nomeação de Oswaldo Massaini Filho para o cargo de novo diretor da Cinemateca.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por