Dez prisões e conduções já foram registradas até as 9h deste domingo (29) de eleições, segundo relatório divulgado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Até o momento, cinco veículos já foram apreendidos. Houve também um caso de dinheiro apreendido durante as ações conjuntas das forças de segurança que vêm acompanhando, em tempo real, as ocorrências registradas durante o andamento das eleições nos 57 municípios com votação.

Entre as ocorrências registradas há uma por furto (crime comum relacionado às eleições). Já as ocorrências relativas a crimes eleitorais contabilizam duas por boca de urna; uma por compra de votos; quatro por concentração de eleitores; 83 por desobediência às ordens da Justiça Eleitoral; e uma por desordem que prejudique os trabalhos eleitorais. Há, até o momento, 91 ocorrências de crimes eleitorais. Outras 26 foram ocorrências relativas a desinformação (fake news - notícias falsas) sobre o processo eleitoral.

Sete ocorrências de incidentes de segurança pública e defesa social já foram registradas nos entornos dos locais de votação. Três delas por bloqueio de vias; uma por falta de energia elétrica; uma de incêndio; uma devido a manifestações. Houve também um atendimento de urgência e emergência.

Integrantes da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, do Ministério da Defesa, Tribunal Superior Eleitoral, representantes dos estados e de outros órgãos do governo federal terão acesso às ocorrências. A Operação Eleições 2020 conta com o efetivo de 65.382 agentes e o apoio de 9.814 viaturas.

Leia Mais:
TSE diz que 194 urnas foram substituídas; maior total de trocas ocorreu em São Paulo
Votação no Rio começa com paralisação de duas empresas de transportes
Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo no segundo turno