O Ministério da Saúde recebeu uma quantidade recorde de inscrições de brasileiros interessados em participar do programa Mais Médicos. Nesta rodada, 5.414 profissionais disseram estar interessados e vão disputar 327 vagas distribuídas em 264 municípios. "É uma relação de 16 candidatos por vaga", comparou o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde, Heider Pinto.

Há duas possibilidades de adesão ao programa. Em uma delas, o profissional se compromete a trabalhar durante um ano no Mais Médicos. Nesta modalidade, ele recebe, ao fim do período um bônus de 10% nas provas de residência médica.

Na outra possibilidade, profissionais atuam durante três anos e recebem benefícios como auxílio moradia e alimentação. A maioria (71,8%) dos candidatos optou pelo bônus na residência. O secretário atribui o interesse dos profissionais justamente ao bônus de 10% nas provas de residência.