Uma das novidades na Declaração do IR 2021 está na possibilidade de os contribuintes usarem a “declaração pré-preenchida”. A opção, que já era disponibilizada para quem tinha o certificado digital, agora está à mão para qualquer pessoa. Basta que o interessado cadastre-se na base de dados gov.br. 

A partir de hoje, o contribuinte já pode prestar contas com o Leão. O programa para computador da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2021 (ano-base 2020) está disponível na página da Receita Federal na internet.

Uma das facilidades da “declaração pré-preenchida” é que as principais informações do contribuinte, fornecidas ao Fisco por empresas, bancos, médicos, dentistas e outros contribuintes, já estarão disponíveis ao declarante. Além disso, é possível recuperar informações fiscais de dependentes. 

Para o especialista Bernardo Moreira, a medida visa a evitar que o contribuinte caia na malha fina. “Com a ‘pré-preenchida’, ele foge disso porque, antes de eventual pendência, consegue evitar erros bobos”, destaca Moreira.

Prazo
O prazo de entrega vai até 23h59 de 30 de abril. Neste ano, o Fisco espera receber 32.619.749 declarações. No ano passado, foram enviadas 31.980.146 declarações. Pelas estimativas da Receita Federal, 60% das declarações terão restituição de imposto, 21% não terão nada a pagar nem a restituir e 19%, pagam.

Leia mais:

Imposto de Renda: Receita vai cobrar devolução do auxílio emergencial de 325 mil mineiros

Prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda vai até 30 de abril