O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou desta sexta-feira (27) a Câmara dos Deputados e o Senado a simplificarem a tramitação de medidas provisórias que tratem do combate ao novo coronavírus (covid-19). 

Alexandre de Moraes

Ministro Alexandre de Moraes autorizou a Câmara dos Deputados e o Senado a simplificarem a tramitação de medidas provisórias sobre combate ao coronavírus

Com a decisão, as MPs não precisarão passar por uma comissão mista antes da votação no plenário. A análise será substituída por um parecer apresentado diretamente ao plenário. 

A decisão foi motivada por uma ação protocolado pelo PP. O partido havia pedido a suspensão dos prazos das medidas provisórias para evitar que as matérias percam validade, no entanto, a liminar foi rejeitada pelo ministro neste ponto. O prazo é de 120 dias. 

Desde a declaração da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o Congresso passou a adotar o sistema de votação remoto, por videoconferência.

Leia mais:
Moraes suspende trecho de MP sobre pedidos de acesso à informação