O Ministério Público do Rio de Janeiro abriu inquérito civil para investigar o suposto desafio virtual Baleia-Azul, que incentivaria a automutilação e o suicídio, e também para retirar do ar as páginas virtuais que o veiculam. O Ministério da Justiça também determinou que a Polícia Federal ajude na apuração sobre o jogo, que já teria causado onda de suicídios na Rússia, em 2015 e 2016, e passou a ser divulgado no Brasil. 

Leia também:
Sete estados têm suicídios ou mutilações sob suspeita de ligação com Baleia Azul
Ministério da Justiça determina que PF investigue envolvidos no jogo Baleia Azul
Polícia busca 'curadores' do jogo on-line Baleia Azul
CVV: conheça o trabalho dos 'Voluntários da Vida' em Belo Horizonte