O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, e o presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, concordaram em estreitar os laços de cooperação para lidar com a propagação do novo coronavírus. Eles concordaram também em trabalhar juntos em prol dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio.

Os líderes conversaram por telefone por cerca de 50 minutos a partir das 9 horas da manhã de sexta (13), no horário do Japão, a pedido dos Estados Unidos.

Abe disse a Trump que seu governo vem pedindo que sejam cancelados os eventos de grande porte no Japão, e aumentado as medidas de controle de fronteiras para ajudar a conter o coronavírus. O primeiro-ministro disse também que vai continuar a lidar com a crise de forma decidida e rápida.

Trump disse que os Estados Unidos também estão fazendo todos os esforços possíveis para conter o vírus.

Os dois líderes também conversaram sobre o impacto econômico da epidemia, incluindo grandes quedas nos preços das ações e possíveis medidas financeiras.

No tocante aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, Abe salientou que o Japão está fazendo tudo o que pode para realizar os jogos nas datas previstas. Trump disse apreciar os esforços transparentes do Japão.

Antes do telefonema, Trump havia sugerido que a Olímpiada de Tóquio fosse adiada por um ano, mas segundo fontes do governo japonês, durante a conversa telefônica Trump não tocou no assunto. Depois disso o presidente dos Estados Unidos mandou um tuite dizendo que teve uma ótima conversa com Abe.

Leia mais:
Trump diz que teste de coronavírus será realizado em larga escala
Covid-19: Argentina suspende voos da Europa, EUA, Japão, Irã e China
Trump diz não estar preocupado com infecção pelo novo coronavírus