O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que o acordo atualmente em discussão entre o Reino Unido e a União Europeia "impede o comércio" entre britânicos e os Estados Unidos. Segundo Trump, o acordo tem aspectos que dificultam que os dois países possam levar adiante seu potencial de fortalecer bastante o comércio.

Donald Trump

Presidente americano alertou que itens do acordo dificultam o fortalecimento das trocas


Trump falou em entrevista à emissora de rádio britânica LBC, conduzida por Nigel Farage, que por sua vez é líder do Brexit Party. Na avaliação do líder americano, o premiê do Reino Unido, Boris Johnson, "está numa posição difícil", ao tentar aprovar um acordo que era da ex-premiê Theresa May, mas com algumas modificações. "Ele está tentando fazer o que ninguém conseguiu", disse.

O presidente americano insistiu no desejo de fazer mais comércio com o Reino Unido, mas alertou que itens do acordo dificultam o fortalecimento das trocas. Na conversa, Trump não detalhou quais seriam esses entraves, mas anteriormente ele já havia dito acreditar que, com o acordo fechado com a UE, Londres teria restrições para fechar outros pactos.

Farage questionou Trump se Johnson não deveria simplesmente sair da UE sem acordo e ter mais liberdade para comerciar com o restante do mundo. Trump, nesse momento, disse que não queria dizer o que o premiê deveria fazer, mas recomendou que o próprio Farage se aproximasse de Johnson. "Se ele abandonar esse acordo horrível e negociar o comércio com a UE sem nenhuma interferência política, com certeza eu o apoiaria", disse Farage.

Com dificuldades para aprovar no Parlamento britânico o acordo fechado com o bloco europeu, Johnson antecipou eleições para 12 de dezembro, com a estratégia de vencer nas urnas e se fortalecer para levar adiante o acordo do Brexit.