A polícia da Austrália afirmou que um ataque a tiros no qual dois homens morreram, três policiais ficaram feridos e uma refém foi libertada é tratado como um episódio de terrorismo.

Três policiais ficaram feridos, antes de matarem a tiros na segunda-feira um homem armado que matou um homem e fez uma mulher refém, no subúrbio de Brighton, em Melbourne. O comissário-chefe de polícia do Estado de Victoria, Graham Ashton, disse nesta terça-feira (hora local) que o homem armado havia sido envolvido em um ataque suicida frustrado contra uma instalação do Exército em Sydney, em 2009.

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo ataque.

Fonte: Associated Press.

Leia mais:
Polícia britânica identifica responsáveis por ataque em Londres, diz premiê
Arábia Saudita, Egito, Bahrein e Emirados rompem relações diplomáticas com Catar
Estado Islâmico reivindica responsabilidade por ataques a Londres