Uma mulher avançou com seu automóvel de maneira deliberada contra uma multidão na Las Vegas Strip, a principal avenida desta cidade americana, uma ação que matou uma pessoa e deixou 26 feridos, anunciou a polícia.

"Não foi um ato terrorista. Descartamos esta hipótese", afirmou o vice-comandante da polícia, Brett Zimmerman.

"Mas nós estabelecemos que foi um ato intencional", completou a respeito do incidente no domingo à noite.

Las Vegas Strip, a avenida na qual ficam os principais cassinos e hotéis da cidade do estado de Nevada (oeste), atrai uma multidão de turistas de todo o mundo e tem uma atividade intensa.

O incidente aconteceu na mesma noite em que Las Vegas era sede do popular concurso de beleza Miss Universo, que teve a vitória da representante das Filipinas.

Uma turista de Wisconsin (centro-norte dos EUA) que presenciou o incidente, Rabia Qureshi, disse ao canal local KSNV que o veículo parecia "uma bola conduzido de boliche e os corpos eram os pinos".

"Você até pensa que era um show, porque está em Las Vegas. Mas então vi pessoas voando", completou Qureshi.

O acidente aconteceu pouco depois das 18H30 locais, entre o hotel Planet Hollywood, onde acontecia no mesmo momento o concurso Miss Universo, e o hotel Paris Las Vegas.

A motorista do carro foi detida e estava sendo interrogada pelos detetives. Também foi submetida a vários exames, incluindo o teste para detectar a eventual embriaguez.

A polícia, que pediu que as testemunhas compareçam à delegacia, descreveu a motorista com uma mulher negra, com idade na faixa dos 20 anos, que dirigia um Oldsmobile de 1996 com placa do Oregon.

Um menino de três anos estava no veículo, mas escapou ileso da confusão.

A motorista subiu na calçada duas ou até três vezes, segundo o tenente Dan McGrath.

O vice-comandante Zimmerman confirmou que uma pessoa morreu e 26 foram levadas para os hospitais da região.

Seis pessoas estão em condição crítica, informou o Departamento de Polícia Metropolitana de Las Vegas.

O primeiro balanço da polícia citava 37 feridos, mas o número foi reduzido poucas horas depois para 26.

A motorista tentou fugir em um primeiro momento, mas foi detida, confirmou a polícia.

De acordo com o canal KTNV, o University Medical Center, um dos três hospitais que receberam os feridos, informou que vária vítimas eram de Montreal, Canadá.

O governador de Nevada, Brian Sandoval, declarou que o incidente foi um "evento trágico e traumático". O trânsito foi desviado na zona do incidente.
Os médicos começaram a prestar atendimento às vítimas nas ruas, diante dos famosos hotéis de Las Vegas.