Um avião russo de passageiros Antonov An-28 transportando cerca de 17 pessoas desapareceu dos radares nesta sexta-feira (16). O sinal não foi mais captado pelos radares enquanto a aeronave sobrevoava a região siberiana de Tomsk, disseram autoridades locais. 

Conforme agências internacionais, o voo seguia da cidade de Kedrovy, na região de Tomsk, até a capital regional de Tomsk, e levava entre 13 e 17 passageiros.

Há menos de duas semanas, um outro avião similar, um Antonov An-26, caiu em um penhasco na remota península de Kamchatka, no extremo leste da Rússia, matando todas as 28 pessoas a bordo.

Um Antonov-28, do mesmo tipo que desapareceu sobre Tomsk, atingiu uma floresta em Kamchatka em 2012, num acidente que matou 10 pessoas. Investigadores disseram que os dois pilotos estavam bêbados no momento do acidente.

Os padrões de segurança da aviação russa melhoraram nos últimos anos, mas acidentes, especialmente os que envolvem aviões antigos em regiões distantes, não são incomuns.

(*) Com informações da Agência Brasil 

Leia mais:
Anvisa suspende comercialização e uso de respiradores da marca Philips
Pandemia derruba renda de 44% dos músicos de BH a um salário mínimo, aponta pesquisa