Pela segunda vez, a rede britânica BBC teve que pedir desculpas por divulgar por engano informações quanto ao estado de saúde da rainha Elizabeth 2ª, da Grã-Bretanha. Nesta quarta-feira (3) uma jornalista da emissora publicou uma mensagem no Twitter por engano dizendo que a monarca, de 89 anos, estava doente e tinha sido levada às pressas para um hospital.

Em nota oficial, o Palácio de Buckingham, residência oficial da realeza, anunciou que a rainha de fato esteve no hospital londrino King Edward VII, porém para realizar seus exames anuais. “Tratou-se de uma consulta de rotina, pré-agendada. A rainha já deixou o hospital”, disse uma porta-voz.

Após a declaração, a jornalista apagou a postagem e pediu desculpas pelo que afirmou ter sido uma “pegadinha boba”. A BBC declarou em um comunicado: “Durante um ensaio técnico para um obituário, tuítes foram enviados por engano da conta de uma jornalista da BBC dizendo que um membro da família real adoeceu. Os tuítes foram rapidamente apagados e pedimos desculpas por qualquer ofensa”.

Fato parecido ocorreu em 2010. O DJ Danny Kelly fez uma brincadeira durante o programa vespertino que apresentava na estação de rádio BBC WM, dizendo que a monarca havia morrido aos 84 anos. Kelly afirmou mais tarde que, na verdade, tinha se referido a uma usuária do Facebook que usava o mesmo nome da rainha britânica.

 À época, um porta-voz da BBC disse que a empresa pediu desculpas absolutas pela declaração do DJ e que esta foi inteiramente descabida.