Um bebê de um ano morreu na madrugada desta sexta-feira (9) a bordo de um bote pneumático no qual viajavam refugiados entre a costa turca e a ilha grega de Lesbos, indicou o ministério grego da marinha mercante.

O menino estava junto a 55 pessoas na embarcação, que começou a afundar diante da costa do norte da ilha, disse o ministério. Uma patrulha da polícia portuária, que foi resgatar o grupo, encontrou seu corpo sem vida. Todos os refugiados disseram ser sírios.

O bebê foi levado à localidade de Kalloni, onde sua morte foi constatada. O ministério não estava em condições de dar informações sobre o estado de saúde dos pais da criança.

A guarda costeira grega voltou a intervir duas vezes na mesma zona para resgatar dois grupos de 48 e 70 migrantes que viajavam em embarcações que naufragavam, disse o ministério.

Entre quinta e a manhã desta sexta-feira 2.000 refugiados chegaram à costa de Lesbos que, por sua proximidade com a Turquia, se converteu na principal porta de entrada à Europa, na atual crise migratória.

Cerca de 800 alcançaram a ilha grega durante a noite, o momento mais perigoso para a travessia, a bordo de botes pneumáticos fornecidos pelos traficantes de pessoas.