CIDADE DO VATICANO - O papa emérito Bento XVI disse que sua renúncia foi inspirada por Deus e que o "carisma" de Francisco reforça cada vez mais a convicção, informa o site católico Zenit, que cita uma pessoa que viu o pontífice alemão há pouco tempo.

"Deus me disse", afirmou Bento XVI a uma pessoa de confiança que o visitou recentemente no antigo mosteiro Mater Ecclesiae do Vaticano, sua residência atual.
    
Não se trata de uma aparição ou de um fenômeno similar, e sim de uma "experiência mística", explicou o papa emérito ao interlocutor, para evitar qualquer especulação do tipo milagrosa.

Bento XVI acrescentou que quanto mais constatava o grande "carisma" de seu sucessor Francisco, mais compreendia que sua decisão havia sido a "vontade de Deus".