O boxeador filipino Manny Pacquiao está sendo alvo de uma enxurrada de críticas por ter declarado, em sua campanha para as eleições ao senado das Filipinas, que "os casais homossexuais são piores que os animais".

"É o bom senso. Já firam os anmais se acasalar com aniamis do mesmo sexo? Os animais são melhores, já que diferenciam entre machos e fêmeas", declarou o boxeador em entrevista ao canal local TV5.

"Os homens que se acasalam com homens e as mulheres que se acasalam com mulheres são piores que os aniamis", enfatizou.

De formação católica, como 80% dos filipinos, Pacquiao se converteu ao evangelismo no início de 2010, assegurando ter sido escolhido por Deus para difundir a mensagem de Cristo.

O boxeador faz campanha com uma Bíblia e seu discurso é extremamente conservadora.

O casamente gay não é legal nas Filipinas.

Vice Ganda, o ator gay mais popular no país, pediu a seus 6,7 milhões de seguidores no Twitter que rezem por Pacquiao, que deve pendurar as luvas em abril.

"Alguns acham que podem julgar as pessoas como se fosse Deus, simplesmente porque rezam e leem a Bíblia", escreveu Vice Ganda.