Um comunicado divulgado pela Casa Branca afirma que, com a votação desta quinta-feira, 31, na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, que aprovou uma fase pública do processo de impeachment do presidente Donald Trump, os democratas "nada fizeram além de consagrar violações inaceitáveis ao devido processo das regras" da casa.

"Os democratas querem dar um veredicto sem dar ao governo a chance de montar uma defesa. Isso é injusto, inconstitucional e fundamentalmente antiamericano", diz o comunicado.

O texto aponta que a presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi (Califórnia), e o presidente do Comitê de Inteligência, o também democrata Adam Schiff (Massachusetts), além dos demais membros do partido, "realizaram reuniões secretas, a portas fechadas, impediram a administração de participar e agora votaram na autorização de uma segunda rodada de audiências que ainda não fornecem qualquer processo devido à administração".