O Departamento de Estado afirmou que pouco menos de 60 mil estrangeiros de sete países de maioria islâmica tiveram seus vistos provisoriamente cancelados após o decreto anti-imigração assinado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Os números contradizem os dados apresentados por um advogado do Departamento de Justiça na sexta-feira, durante uma audiência no Estado de Virginia, sobre a interdição. O advogado afirmou que cerca de 100 mil vistos tinham sido revogados.

O Departamento de Estado esclareceu que o número maior incluía vistos diplomáticos e outros tipos que estavam isentos da interdição de viagem, assim como vistos expirados.

O decreto de Trump atinge pessoas de sete países: Irã, Iraque, Síria, Sudão, Somália, Líbia e Iêmen.

Fonte: Dow Jones Newswires.

Leia mais:
Trump preocupa à medida em que retórica se torna política, afirma Europa
Irã bane entrada de lutadores dos EUA para competição no país
Ex-embaixador pode ajudar relação do Brasil com Trump, diz pesquisador