MUNIQUE - O julgamento de vários neonazistas acusados de assassinatos, um dos processos mais importantes por crimes racistas na Alemanha desde o fim da Segunda Guerra Mundial, teve início nesta segunda-feira (6) em Munique.

O processo começou com quase 30 minutos de atraso, às 8H30 GMT (5H30 de Brasília), na presença da principal acusada, Beate Zschäpe, que apareceu sorridente diante das câmeras de televisão.

Zschäpe, de 38 anos, é acusada de participação em 10 assassinatos em vários pontos da Alemanha entre 2000 e 2007, nove deles de caráter racista.

Outras quatro pessoas são acusadas de cumplicidade e sentaram ao lado de Zschäpe no banco dos réus.