O candidato vitorioso no segundo turno das eleições na França, Emmanuel Macron, agradeceu os eleitores pelo resultado deste domingo (7) e prometeu trabalhar para sanar as divisões do país. Em discurso realizado há pouco, o ex-banqueiro também prometeu batalhar para defender os valores da Europa e lutar contra o terrorismo tanto dentro do país como no exterior.

"Eu não os esquecerei jamais. Vou fazer de tudo para ser digno de sua confiança", disse o candidato centrista, que também enviou uma "saudação republicana" à sua adversária, Marine Le Pen.

"Sei que as divisões de nosso país levaram muitos a votar pelos extremos. É minha responsabilidade os escutar em sua luta contra todas as formas de desigualdade, garantir sua segurança e a unidade do país."

O candidato do En Marche! prometeu defender os valores da França e da Europa. "É nossa civilização que está em jogo, nossa maneira de ser livres. Vou trabalhar par reaproximar os laços entre a Europa e seus cidadãos. Eu envio às nações do mundo a saudação da França fraterna".

O próximo líder francês também afirmou que o país estará na frente da luta contra o terrorismo, tanto em solo nacional no exterior. Ele também aproveitou para agradecer o presidente François Hollande por seus cinco anos à frente do país. Hollande foi o responsável por trazê-lo para a vida política em 2012, ao nomeá-lo ministro da Economia. (Marcelo Osakabe)