TÓQUIO - Um jovem acusado de estupro foi detido ao vivo diante das câmeras de televisão nesta quinta-feira (9) perto de Tóquio após uma caça de dois dias que mobilizou quatro mil policiais, 900 veículos, helicópteros, barcos e cães.

Yuta Sugimoto, de 20 anos, suspeito de ter participado do estupro coletivo de uma mulher em Kawasaki, cidade limítrofe de Tóquio, no dia 2 de janeiro, havia fugido há dois dias dos agentes que o conduziam ao gabinete do procurador.

A polícia colocou em andamento imediatamente uma caça em massa ao homem e o foragido foi detido nesta quinta-feira em um jardim público da cidade de Yokohama, vizinha de Kawasaki.

A magnitude da operação deve-se ao fato de crimes violentos serem muito raros no Japão, onde o índice de criminalidade é um dos menores do mundo.