Estuprador receberá eutanásia na Bélgica em 11 de janeiro

AFP
03/01/2015 às 18:00.
Atualizado em 18/11/2021 às 05:33

BRUXELAS (AFP) - Um estuprador condenado há 30 anos, que pediu autorização para morrer por motivos psicológicos, será eutanasiado na Bélgica no próximo 11 de janeiro, conforme anunciou neste sábado o jornal De Morgen.   O jornal afirma que Frank Van Den Bleeken, que passou os últimos trinta anos na prisão após múltiplas condenações por estupro e assassinato, receberá a eutanásia numa prisão de Bruges, noroeste do país.   "A eutanásia será aplicada", declarou uma porta-voz do ministério da Justiça ao jornal flamengo, que divulgou a data de 11 de janeiro. "Chegou a hora".     Van Den Bleeken pede há anos que o Estado o ajude a morrer, alegando "insuportável" sofrimento psicológico - segundo os termos usados por seu advogado, Jos Vander Velpen.  Seu pedido foi aceito em setembro do ano passado.    A Bélgica legalizou a eutanásia em alguns casos em 2002, tornando-se o segundo país implementar a prática após a Holanda. Em 2013, os belgas registraram um recorde de 1.807 casos de morte voluntária.   Para que a autorização seja dada, é preciso que o paciente esteja em suas plenas faculdades mentais, consciente, e tenha formulado um pedido "de forma voluntária, refletida e ensaiada".   Van Den Bleeken, que se considera uma ameaça à sociedade, recusou sua liberdade antecipada, mas considerava suas condições de cárcere desumanas, segundo entrevista concedida a um veículo belga. 

Compartilhar
Logotipo Hoje em DiaLogotipo Hoje em Dia

Fale conosco: (31) 3253-2207

ASSINEDigitalATENDIMENTO AO ASSINANTEBelo Horizonte 31 3236-8000Interior 31 3236-8000
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por