O comandante das forças americanas na luta contra o Estado Islâmico no Iraque e na Síria, tenente-general Stephen Townsend, disse acreditar que o principal líder do grupo terrorista ainda está vivo. A afirmação vai em direção contrária às afirmações da Rússia de que ele teria sido morto em um ataque aéreo promovido por Moscou.

De acordo com Townsend, "há alguns indícios nos canais de inteligência" de que Abu Bakr al-Bahdadi está vivo. O americano, no entanto, não elaborou.

Autoridades russas alegaram em junho que havia uma "alta probabilidade" de que Baghdadi havia morrido em um ataque aéreo russo nos arredores de Raqqa, na Síria, em maio. Townsend foi com repórteres na sede do Pentágono em Bagdá. Ele afirmou que as forças americanas estão procurando ativamente por Baghdadi e que, se o encontrarem, provavelmente o matarão em vez de capturá-lo.

Fonte: Associated Press.

Leia mais:
Estado Islâmico assume autoria de ataque a policiais russos no Daguestão
Manifestação contra terrorismo reúne cerca de 500 mil pessoas em Barcelona
Ameaça de ataque de grupo extremista islâmico contra o papa preocupa Vaticano