O exército nigeriano anunciou nesta quinta-feira que libertou 195 reféns do Boko Haram durante as operações militares contra o grupo islamita em várias aldeias no nordeste do país.

O exército informou ter realizado um contra-ofensiva em várias aldeias no estado de Borno ocupadas pelo Boko Haram e encontraram, além de 195 reféns, gado, dois caminhões, 180 motocicletas e 750 bicicletas - usadas nos ataques.

"Um certo número de terroristas do Boko Haram também foram mortos", anunciou o coronel Sani Usman, porta-voz do exército, em um comunicado.

O exército nigeriano já anunciou a libertação de centenas de reféns do Boko Haram nos últimos meses, especialmente durante as operações militares na floresta de Sambisa, um dos redutos históricos do grupo islamita, também no estado de Borno, onde muitos campos foram desmantelados.

Esta nova ofensiva seguiu uma grande operação realizada esta semana em solo nigeriano pelo exército camaronês, que afirmou ter matado um grande número de islamitas, libertado centenas de reféns e apreendido uma grande quantidade de armas e equipamentos. Na Nigéria, o país mais populoso da África - com 170 milhões habitantes -, a insurgência islamita já custou mais de 17.000 mortos em seis anos.