O conselho executivo da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) escolheu a francesa Audrey Azoulay para chefiar a agência da ONU sediada em Paris, rejeitando o candidato do Catar, Hamad bin Abdulaziz al-Kawari, que até ontem era visto como favorito. 

Audrey, que é ex-ministra de cultura da França, vai substituir a búlgara Irina Bokôva, que esteve à frente da Unesco por oito anos. 

Leia mais:

Estados Unidos deixam Unesco alegando 'preconceito contra Israel' por parte da agência
Documento raro do acervo da UFMG recebe selo da Unesco