Um antigo funcionário da Central de Fukushima, no Japão, foi diagnosticado com câncer, que poderá estar relacionado com a exposição à radiação. É o primeiro caso confirmado da doença, mais de quatro anos após o acidente nuclear, informaram nesta terça-feira (20) as autoridades japonesas.

Uma fonte do Ministério da Saúde disse que o trabalhador desenvolveu leucemia após trabalhar na central depois do acidente de 2011.

“O caso corresponde aos critérios” de casos de câncer relacionados à radiação, disse o dirigente durante entrevista em Tóquio.