Cerca de meio milhão de pessoas morreram violentamente no Iraque, Afeganistão e Paquistão em razão da "guerra ao terrorismo" lançada pelos EUA após os ataques de 11 de setembro de 2001, revelou um estudo publicado na quinta-feira (8).

O relatório do Instituto Watson de Assuntos Internacionais e Públicos, da Universidade de Brown, avalia o número de mortos entre 480 mil e 507 mil, mas estima que a quantidade pode ser maior atualmente.