Seis pessoas morreram nesta terça-feira (10) depois de terem sido alvejadas a tiros numa sala de espera de um hospital da cidade checa de Ostrava por um homem que ainda não foi identificado.

O primeiro-ministro Andrje Babis disse que os disparos foram efetuados por um homem, cuja identidade é ainda desconhecida, na sala de espera do hospital. O atirador disparou sobre pelo menos sete pessoas ao entrar no hospital

O ministro do Interior, Jan Hamáček, confirmou que o tiroteio ocorreu no hospital universitário de Ostrava e, nas buscas para encontrar o suspeito em fuga, foram mobilizadas várias unidades especiais da polícia e um helicóptero. A operação de caça ao criminoso se estende por toda a República Tcheca.

Equipes de resgate em frente ao hospital em Ostrava, na República Tcheca

Equipes de resgate em frente ao hospital em Ostrava, na República Tcheca 

Todos os acessos ao hospital, situado no campus da Universidade de Ostrava, estão fechados.

Em declarações à televisão checa CT24, um diretor do hospital afirmou que “o plano de emergência foi ativado. As instalações do nosso hospital estão fechadas e a polícia está no local desde o início do incidente”.

Leia mais:
Após briga por causa de futebol, torcedor idoso do Cruzeiro leva pedrada no rosto em Sete Lagoas
Polícia Civil prende suspeitos de assassinar lavador de carro na região Noroeste de BH