BRUXELAS - O Parlamento Europeu aprovou nesta quinta-feira (9) o projeto para realizar uma audiência com o ex-consultor da Agência de Segurança Nacional (NSA) americana, Edward Snowden, que fez revelações sobre a sistemática espionagem praticada pelos Estados Unidos.

Por 36 votos a favor, 2 contra e 1 abstenção, a Comissão de Liberdades Civis do Parlamento Europeu decidiu aprovar uma futura audiência que será realizada por meio de uma videoconferência "interativa" com o americano, refugiado na Rússia depois de suas revelações.

O plenário do Parlamento deve se pronunciar sobre a data desta eventual videoconferência.

A ideia de ouvir Snowden divide profundamente os eurodeputados. Os conservadores do PPE têm dúvidas sobre a adequação desta iniciativa.

"Não nos opomos à ideia de ouvi-lo, mas nós queremos saber sobre o significado desta iniciativa e seu cronograma", declarou em meados de dezembro o alemão Axel Voss, encarregado do assunto em seu grupo.

"O que mais ele pode nos explicar, se tudo já foi publicado?", acrescentou.

O grupo conservador britânico ECR também se opõe a uma eventual videoconferência com Snowden.