Premiê da França pede que UE feche fronteiras para refugiados

Estadão Conteúdo
25/11/2015 às 15:33.
Atualizado em 17/11/2021 às 03:05

A União Europeia deveria fechar suas fronteiras e parar de receber refugiados do Oriente Médio porque atingiu seu limite, disse o primeiro-ministro da França, Manuel Valls, segundo o jornal alemão Sueddeutsche Zeitung.

"Nós não podemos receber mais refugiados na Europa - isso não é possível", disse Valls em entrevista a vários jornais europeus, segundo a edição do diário desta quarta-feira (25).

A Europa lida com o maior influxo de imigrantes desde o fim da Segunda Guerra, com a Alemanha apenas podendo receber 1 milhão de refugiados e imigrantes neste ano, vindos do Oriente Médio, da África e da Ásia, em fuga de conflitos e perseguições e em busca de vida melhor na Europa.

Valls advertiu que dois dos suspeitos dos ataques de Paris do dia 13 viajaram para a Europa ocidental disfarçados de refugiados. Segundo ele, o controle das fronteiras externas da Europa será crucial para determinar o destino da UE. "Se não fizermos isso, então as pessoas dirão: chega de Europa", advertiu.

A Europa deve buscar uma solução com os vizinhos da Síria, como Turquia, Líbano e Jordânia, para que estes recebam mais refugiados, argumentou o premiê, pedindo o fim do fluxo descontrolado de imigrantes na UE.

As declarações são dadas no momento em que a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, se reúne em Paris com o presidente da França, François Hollande, nesta quarta-feira (25). Merkel também enfrenta pressão doméstica para mudar a política em relação aos refugiados, com várias autoridades e membros de sua própria coalizão pedindo que se limite o fluxo de pessoas. Fonte: Dow Jones Newswires.
http://www.estadao.com.br

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por