A princesa do Japão fez neste domingo (28) sua primeira viagem oficial desde que ficou doente, há 11 anos. Masako partiu rumo à Holanda com o marido, o príncipe herdeiro Naruhito, para participar da coroação do príncipe Willem-Alexander, em Amsterdã, na terça-feira (30). 

Conhecida como a "princesa triste", Masako, 49, não saía do país desde 2002, quando foi à Austrália e à Nova Zelândia. Há mais de uma década, a princesa trata uma depressão causada por estresse. Ela foi diagnosticada após dar a luz à única filha, Aiko, 11. A mídia japonesa atribui a doença à pressão para ter um filho homem. 
O casal fica na Europa até sexta-feira. Masako confirmou a presença no banquete que a rainha da Holanda, Beatriz, oferece na segunda e na cerimônia de coroação do rei.
 
Autoridades informaram que a presença da princesa nos eventos dependerá de suas condições de saúde. Masako é acompanhada pelo chefe do Centro Nacional de Psiquiatria e Neurologia do Japão, Yutaka Ono, e uma equipe médica. 
 
O príncipe Naruhito, que já fez 17 viagens internacionais sem a mulher, confirmou presença em todos os eventos oficiais. Autoridades da Holanda acertam os últimos preparativos para a cerimônia de coroação de Willem-Alexander. A atual monarca, Beatriz, escolheu o Dia da Rainha para ceder o trono ao filho. 
 
As celebrações começam na segunda com um jantar de gala no Rijksmuseum. Membros da realeza de todo o mundo foram convidados, como os príncipes Felipe, da Espanha, e Charles, da Inglaterra.