A chanceler alemã, Angela Merkel, disse que a União Europeia pode avançar em questões contenciosas, mesmo que alguns estados membros optem por ficar de fora. Em um podcast semanal lançado neste sábado (14), Merkel citou a cooperação no segmento de defesa e a recente criação de um Ministério Público Europeu como exemplos de que alguns membros estão pressionando por avanços.

A chanceler diz que "se há tópicos importantes, então eles devem sempre estar abertos a todos", mas acrescentou que "nem todos têm que se juntar".

Merkel e outros líderes da UE discutirão questões que vão desde a política digital à migração e a saída da Grã-Bretanha do bloco em uma reunião de dois dias em Bruxelas que começa na quinta-feira (19).
 

Leia mais:

União Europeia cria entidade para investigar fraudes
UE diz que oferta está posta para Mercosul definir acordo com o bloco europeu