O presidente russo, Vladimir Putin, acusou nesta quinta-feira o secretário-geral da Otan de ter gravado em sigilo e divulgado à imprensa uma conversa privada entre ambos, quando Anders Fogh Rasmussen era então primeiro-ministro da Dinamarca.

"Poderia ter ao menos me avisado ou solicitado minha permissão antes de ter divulgado a conversa", afirmou Putin durante a sessão anual de perguntas e respostas em um programa de televisão.

"A confiança é realmente importante. A confiança entre as pessoas e entre os Estados", completou.

Rasmussen, que foi primeiro-ministro da Dinamarca entre 2001 e 2009 antes de virar secretário-geral da Otan, tem um discurso muito firme a respeito da Rússia na crise da Ucrânia e exigiu que Moscou "diminua a pressão".