O número de mortos por um terremoto ocorrido neste fim de semana em Taiwan subiu nesta quinta-feira para 59, com 76 pessoas ainda desaparecidas, informou o Ministério do Interior. Há o risco de que os desaparecidos estejam presos entre os escombros de um prédio residencial que ruiu.

O prédio de 16 andares, Weiguan Golden Dragon, foi o único a cair em decorrência do terremoto de magnitude 6,4 ocorrido no sábado. Excetuando-se o caso do edifício, o tremor causou estragos limitados na cidade de Tainan, no sul de Taiwan.

Promotores determinaram a prisão de três executivos de uma companhia sob suspeita de negligência profissional. Há a possibilidade de que o prédio, construído em 1989, não tenha sido reforçado como deveria.

No total, 327 pessoas que estavam no prédio sobreviveram. As equipes de resgate disseram que as chances de se encontrar mais sobreviventes são agora pequenas.

Os terremotos são requentes em Taiwan, mas em geral causam pouco estrago, particularmente após a introdução de regulações mais rígidas para as construções. Essas normas foram introduzidas após um terremoto de magnitude 7,6 matar mais de 2.300 pessoas em 1999.

O tremor do sábado interrompeu linhas de transmissão de energia e tubulações de água em Tainan. Houve, porém, apenas duas mortes fora do edifício Weiguan.