WASHINGTON - O Pentágono indicou nesta quinta-feira (18) que uma substância suspeita foi encontrada em uma sala de correspondências de um prédio da Marinha dos Estados Unidos, em Washington, depois que análises de cartas enviadas ao presidente Barack Obama e a um senador americano apontaram a presença de ricina.

"Uma substância suspeita foi encontrada na sala de correspondências do Prédio número 12 da Naval Support Facility" em Arlington, Virginia, subúrbio de Washington, e todo o pessoal foi retirado do prédio por precaução, indicou o Pentágono no comunicado.

Autoridades dos Estados Unidos anunciaram na quarta a detenção de um suspeito de ter enviado a carta envenenada a Obama, interceptada antes de chegar à Casa Branca, e de outras duas enviadas a um congressista e a uma alto funcionário da Justiça, em meio à comoção gerada pelo duplo atentado de Boston.