Companhias aéreas europeias cancelaram inúmeros voos com destino à Turquia neste sábado (16), após uma tentativa fracassada de Golpe de Estado no país afugentar passageiros, que cancelaram suas viagens.

Além da Turkish Airlines, que cancelou centenas de voos no sábado, mas avisou que voltaria a operar normalmente após as 14h30, horário local, a companhia aérea Pegasus também suspendeu algumas operações e permitiu o cancelamento ou a remarcação voos grátis até 24 de julho.

A British Airways cancelou todos os voos partindo e chegando à Turquia no sábado. A Deutsche Lufthansa confirmou que a maior parte dos dez voos agendados hoje ao país foram cancelados A empresa ainda avaliava se manteria os voos para domingo.

Paralelamente, o governo dos Estados Unidos pediu que as companhias do país não voassem a Istambul ou Ancara. 

Protesto

Milhares de partidários do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, reuniram-se neste sábado (16) em Istambul para lhe expressar apoio, após a tentativa de golpe orquestrada por um grupo de militares.

Os manifestantes se concentraram em uma atmosfera familiar, na parte asiática da cidade, da qual Erdogan foi prefeito, em resposta a um chamado do chefe de Estado após a tentativa de golpe, que deixou 265 mortos.