O presidente dos EUA, Donald Trump, voltou a atacar o Google em suas redes sociais. Neste sábado, acusou a empresa de "ajudar a China e seus militares", o que classificou como uma atitude "terrível".

O comentário é feito após o general do Corpo de Fuzileiros dos EUA, Joe Dunford, dizer, na semana passada, ao Comitê de Forças Armadas do Senado, que o Google, ao tentar expandir seus negócios na China, estava trabalhando direta ou diretamente contra os interesses dos EUA. "O trabalho que o Google está fazendo na China está proporcionando benefícios para os militares chineses", afirmou Dunford ao comitê.

Trump tem criticado repetidamente o Google e outros gigantes da Web por um "viés" mais favorável aos democratas, uma alegação que ele reiterou neste sábado. "O Google está ajudando a China e seus militares, mas não os EUA! Terrível", escreveu. "A boa notícia é que eles ajudaram Hillary Clinton, e não Trump ... e como isso acabou?"

O Google afirmou em comunicado que não está trabalhando com os militares chineses. "Estamos trabalhando com o governo dos EUA, incluindo o Departamento de Defesa, em muitas áreas, incluindo segurança cibernética, recrutamento e assistência médica."

Fonte: Dow Jones Newswires