O número de adolescentes e pré-adolescentes americanos que fumam cigarros eletrônicos dobrou em 2012 com relação ao ano anterior, uma tendência que as autoridades de saúde dos Estados Unidos denominaram esta sexta-feira (6) de profundamente preocupante.
 
Um milhão e 780 mil estudantes americanos do ensino médio e do segundo ciclo do ensino fundamental - entre os 11 e os 18 anos - fumaram o chamado cigarro eletrônico em 2012, informou o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) em um novo estudo.
 
Estima-se que 160 mil deles nunca tinham fumado um cigarro convencional, um fato considerado preocupante, porque "o impacto geral do uso do cigarro eletrônico na saúde pública é desconhecido", informou o CDC.
 
"A nicotina é uma droga altamente viciante. Muitos adolescentes que começam a usar cigarros eletrônicos podem ser condenados a lutar por toda a vida contra a dependência de nicotina e cigarros convencionais", informou o diretor do CDC, Tom Frieden.
 
Os cigarros eletrônicos são movidos a pilha e liberam doses de nicotina e outras substâncias via aerossol.
 
Cerca de 10% dos estudantes do ensino médio que disseram ter provado um "cigarro eletrônico" pelo menos uma vez em 2012, o que representou o dobro do ano anterior. E menos de 3% disseram ter fumado cigarros eletrônicos regularmente em 2012, contra 1,5% em 2011.
 
Daqueles que experimentaram ou usaram cigarros eletrônicos, mais de 7% nunca tinham fumado um cigarro convencional.
 
Entre os estudantes do ensino fundamental, a experimentação com o produto subiu de 1,4% para 2,7% no mesmo período.
 
"O uso crescente de cigarros eletrônicos por adolescentes é extremamente perturbador", disse Frieden.
 
O diretor do departamento de tabagismo e saúde da CDC, Tim McAfee, observou que "cerca de 90% de todos os fumantes começam a fumar na adolescência".
 
"Precisamos evitar que nossa juventude experimente ou use qualquer produto de tabaco. Este aumento dramático sugere que as estratégias em desenvolvimento para evitar o marketing, as vendas e o uso de cigarros eletrônicos nos jovens é crítico", acrescentou.
 
O governo americano deve anunciar em outubro os planos para regulamentar os cigarros eletrônicos. Por enquanto, as leis variam de estado para estado e um certo número deles já proibiu sua venda para menores.
 
É necessário ser maior de 18 anos para comprar cigarros convencionais nos Estados Unidos.
 
O estudo do CDC, baseado em um questionário enviado a 20 mil estudantes, é parte de um relatório anual sobre o uso do tabaco entre os jovens.