A vitória do candidato do Partido Republicano, Donald Trump, à presidência dos Estados Unidos desencadeou protestos em câmpus universitários na Califórnia e em Oregon. De acordo com a polícia, pelo menos 500 pessoas invadiram as ruas da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) e gritaram palavras de ordem contra Trump. "Não é meu presidente", disse a maioria dos jovens. Não houve detenções imediatas.

Manifestações menores foram realizadas em Berkeley, Irvine e Davis. Em Oakland, mais de 100 manifestantes foram às ruas do centro da cidade. Um boneco de Trump foi queimado e janelas do tribunal da cidade foram quebradas. Alguns manifestantes também colocaram fogo em pneus e sacos de lixo. Em Oregon, dezenas de pessoas bloquearam o trânsito no centro de Portland, cidade mais populosa do estado. "Ele não é o meu presidente", diziam os manifestantes anti-Trump, que queimaram bandeiras dos EUA. Fonte: Associated Press.

Leia mais 
Manifestantes protestam contra Donald Trump
Protestos contra Trump podem ser positivos para candidatura do bilionário
Trump promete união em seu primeiro tuíte como presidente eleito