O náufrago salvadorenho que disse ter passado mais de um ano à deriva no Oceano Pacífico antes de finalmente aportar nas Ilhas Marshall na semana passada fez uma breve aparição pública nesta quinta-feira (6). Desta vez, José Salvador Alvarenga tinha a aparência muito mais debilitada do que quando foi resgatado no remoto atol de Ebon na semana passada.

Alvarenga cumprimentou cerca de 50 funcionários e jornalistas no hotel onde está hospedado nas Ilhas Marshall. Mais arrumado, com a barba feita e o cabelo cortado ele entrou na sala aparado por duas pessoas, enquanto outros esperavam próximos para ajudar caso necessário.

Com a voz baixa, Alvarenga agradeceu ao governo e seus amigos pela ajuda e não aceitou responder às perguntas dos jornalistas.

A aparência animada do naufrago na segunda-feira, quando saudou centenas de pessoas após desembarcar em Majuro, capital das Ilhas, provocou dúvidas sobre sua história. Alvarenga contou às autoridades que saiu do México no fim de 2012 com outro pescador, que morreu depois, para pescar tubarões e foi arrastado por uma tempestade.

Autoridades disseram que o pescador será levado novamente ao hospital para novos exames e que em três ou quatro dias ele estará pronto para regressar a El Salvador. Fonte: Associated Press.