O Instituto Nacional de Saúde da Colômbia informou que 3.177 mulheres grávidas foram notificadas com zika no país desde o início da fase endêmica da doença, em outubro. O total de pessoas notificadas com o vírus é de 25.645.

Os números, divulgados neste sábado, constam no boletim epidemiológico da quarta semana de 2014, que mostram um balanço da infecção por zika vírus entre 24 e 30 de janeiro. Em relação à semana anterior, de 17 a 23 de janeiro, o número total de casos notificados saltou 5.348. Já entre as grávidas, foram relatados 1.061 novos casos.

O Departamento (Estado) da Colômbia que mais tem casos de zika relatado é o Norte de Santander, que faz fronteira com a Venezuela. Na região, foram notificados 4.983 casos entre outubro e 30 de janeiro. Também é lá que há o maior número de grávidas com o vírus, 983 no período analisado.

O anúncio do aumento do número de casos notificados na Colômbia ocorre um dia depois de o governo do país informar que 3 pessoas morreram por associação com o zika. Os três infectados morreram pela síndrome neurológica de Guillain-Barré, que os cientistas vinculam ao vírus.