Durante transmissão ao vivo em uma rede social, o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou ontem que o Brasil tem muitos direitos trabalhistas, mas não tem emprego e que é preciso destravar a economia. "O Brasil tem direito para tudo, mas não tem emprego. Vamos destravar a economia, esse é o caminho que temos", disse.

"Os empresários têm dito para mim que nós temos de decidir: ou todos os direitos e desemprego ou menos direitos e emprego", afirmou. Bolsonaro disse ainda que "o Brasil é um País dos direitos", todos previstos na Constituição, e que não vai tirá-los.
 
Em seguida, o capitão reformado afirmou que está ouvindo o setor produtivo e que, para criar vagas de trabalho, precisará atender à demanda dos empresários. "Nós não podemos salvar o Brasil quebrando o trabalhador", disse.
 
Bolsonaro disse ainda confiar na equipe e no chefe do superministério da Economia, Paulo Guedes, com quem se reuniu ontem. "O Paulo Guedes deixou bem claro que quer abrir o mercado, mas que, para isso, tem de diminuir os impostos, senão quebra os empresários brasileiros. Eu confio nele."