A BMW acaba de lançar no mercado brasileiro a nova geração do X6 M, versão mais nervosa do SUV que lançou a moda dos utilitários com estilo cupê. Com preço nada modesto de R$ 890.950, o jipão anabolizado ressurge ainda mais potente e invocado.

Fabricado na unidade de Spartanburg, na Carolina do Sul, o modelo ganhou novos para-choques, com imensas tomadas de ar laterais, que acentuam o visual agressivo do jipão, assim como a grade do duplo rim, que também foi ampliada, seguindo a tendência atual da marca. 

Lateralmente, o estilo fastback da carroceria divide as atenções com as grandes rodas aro 21. Já na traseira, o destaque fica por conta das lanternas elevadas e das ponteiras de escapamento.

Se, por fora, o X6 M ficou mais nervoso, debaixo do capô ele também impressiona. Agora seu V8 biturbo 4.4 passa a entregar 600 cv e 75 mkgf de torque, que permitem que esse grandalhão alemão acelere de 0 a 100 km/h em 3,8 segundos e atinja a velocidade máxima de 290 km/h.

Além do motor nervoso, o conjunto mecânico também conta com transmissão automática de oito marchas e sistema de tração integral xDrive. Ele também oferece seletor de comportamento dinâmico, que inclui modos esportivos, inclusive o endiabrado Sport Plus, que desabilita controles de tração e estabilidade. 

Por dentro, o acabamento esportivo é acentuado pelos bancos envolventes, assim com o uso de materiais como fibra de carbono e muito couro. Se o acabamento impressiona, o pacote de conteúdos vai além adição de tecnologias como visão noturna (projetada painel), projeção de dados de viagem no para-brisas (Head-Up Display). 

O jipão ainda oferece assistentes de condução (controle adaptativo de cruzeiro, monitor ativo de faixa de rodagem, sensores 360º, sistema de condução semiautônoma, frenagem automática e emergencial), assim como assistente por comando de voz.

Os R$ 950 a gente aperta daqui e ali e descola, o problema são os outros R$ 890 mil.