A ordem de reinício das obras de reforma, restauro e adaptação do prédio da Escola de Design, da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), localizado na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, foi publicada pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER), no Diário Oficial. Com mais de 80% das intervenções concluídas, a retomada dos trabalhos busca acabar com uma espera de mais de cinco anos.

As obras tiveram início em 21 de fevereiro de 2014, foram paralisadas em 1º de novembro daquele ano, reiniciadas em 28 de dezembro de 2015 e novamente interrompidas em janeiro de 2019. 

Com a ordem de reinício publicada, a empresa contratada retoma os trabalhos para finalização do piso de marmorite; complementação de pintura interna e externa; instalação de corrimãos e guarda-corpos, instalação de acessórios nos banheiros e conclusão dos serviços de proteção e combate a incêndio. Além disso, serão realizados os serviços de urbanização, drenagem e pavimentação. O investimento final total previsto, incluindo as etapas dos anos anteriores, é da ordem de R$ 44 milhões.

Após a conclusão da reforma, o prédio, com uma torre principal de 13 andares, vai abrigar salas de aula, biblioteca, laboratórios, estúdio fotográfico, galeria de exposições temporárias e estacionamento. A estimativa da Uemg é de que pelo menos 1.200 estudantes de graduação e pós-graduação e, ainda, cerca de 300 servidores, incluindo professores, frequentem o prédio.

O prédio

Antiga sede do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg), o edifício foi projetado pelo arquiteto Rafael Hardy Filho e construído em 1965. Possui arquitetura moderna característica das décadas de 1950 e 1960. O prédio é tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha) e também faz parte do patrimônio cultural de Belo Horizonte.