Um dos carros mais legais que você poderá dirigir na sua vida é o Fiat 500 Abarth. Posso dizer por experiência própria que esse carrinho faz companhia a esportivos compactos mais caros e potentes como BMW M2 e Audi RS3 Sedan, que aceleramos para o HD AUTO. Esse carrinho foi vendido por um breve período no Brasil, mas na Europa nunca saiu de cena, tanto que ganhou novas edições, ainda mais apimentadas.

A divisão esportiva da marca italiana apresentou as edições do 695 e do 595, que são derivações apimentadas do Cinquecento. Partindo do 695 Essesse, essa versão é equipada com o conhecido motor T-Jet 1.4 turbo, que por aqui equipou modelos como Punto, Linea, Bravo e o próprio 500 Abarth.

Para a versão, a divisão do escorpião ajustou a potência para 180 cv e 25 kgfm de torque, combinado com transmissão manual de seis marchas. Mas é possível encomendar uma caixa robotizada sequencial, que tem funcionamento semelhante ao dos carros de competição.

Os números de aceleração empolgam. Ele faz de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos e tem máxima de 225 km/h.

Um dos destaques dessa versão é o aerofólio com ajuste manual de inclinação. Segundo a marca, é possível deixar a asa plana ou elevar em até 60º. Na posição mais acentuada, quando se está a 200 km/h, ela gera um pressão de 42 quilos sobre a carroceria, o que contribui para frenagens, entradas e saídas de curva mais estáveis. 

A versão ainda recebeu rodas aro 17, brancas, que lembram as clássicas OZ de competição, freios Brembo e capô em alumínio. 

500 Abarth F595

Outro pequenino nervoso é F595, que chega como tributo ao campeonato de monoposto F4 Italiano, disputado desde 2014. Essa categoria de fórmula utiliza carroceria Tatuss e motores Abarth. No passado, o 595 já ganhou edição para prestar honras à Ferrari.

O grande barato é que o 500 recebeu a unidade que é utilizada nos carros de corrida. Trata-se do conhecido 1.4 turbo, mas com ajustes para 165 cv e 23 kgfm de torque. Ele é um pouco mais manso que o motor do 695 Essesse, mas pode ser combinado com caixas automatizada de cinco marchas ou manual.

Ele recebeu escapamento de alta performance Record Monza Sovrapposto, com válvula para ajustar o ronco. O pacote inclui rodas aro 17, freios de 284 mm (dianteiros) e 240 mm (traseiros), ajuste eletrônico de comportamento dinâmico. Itens que fazem desse carrinho um brinquedo para circuitos fechados. 

No Brasil

Ficou com vontade? Então saiba que esses carrinhos não virão para o Brasil. A Fiat confirmou a chegada da versão elétrica, que é bem legal, mas nem de perto tão visceral como esses dois. 

Mas para quem quiser levar um 500 nervoso para casa, é possível encontrar algumas poucas unidades do Abarth com preços entre R$ 90 mil e R$ 110 mil, no mercado de usados. 

Assista também