O mercado de automóveis brasileiro tem uma lógica muito simples de se entender. É mais ou menos assim: você deve fazer volume com o que produz por aqui. O que vender, vindo de fora, é lucro. E há uma lógica nisso. O carro produzido localmente é o que paga as contas da fábrica. O que vem de fora chega para agregar valor à marca. E é nessa toada que chega a nova geração do utilitário-esportivo (SUV) RAV4, da Toyota.

O jipinho acabou de ser apresentado e será vendido por aqui em duas versões, ambas híbridas, que combinam motor 2.5 e uma unidade elétrica. Juntos geram 222 cv. A opção de entrada, S Hybrid, é oferecida por R$ 165.990, enquanto a topo de SX Hybrid é ofertada por R$ 179.990.

A marca japonesa quer ser referência entre os híbridos. Atualmente ela vende o Prius e em outubro lançará a nova geração do Corolla, que terá versão híbrida. E será com o novo Corolla que a marca fará volume e pagará o investimento de cerca de R$ 1 bilhão para trazer o sedã com a nova plataforma TNGA. Sacou a jogada de marketing? O sujeito entra para ver o jipão, mas descobre que o Corolla híbrido é alguns milhares de reais mais barato.

Eficiência
Segundo a Toyota, o novo RAV4 pode rodar cerca de 1.000 quilômetros com um único tanque de combustível (de 55 litros), graças ao auxílio do motor elétrico. Mas ela declara médias de 12,3 km/ (urbano) e 14,8 km/l (rodoviário). Bem menos que a divisão de mil por 55, que dá 18,18.

O jipão também conta com tração integral e transmissão do tipo CVT. De acordo com a Toyota, o sistema utiliza diferencial de acionamento eletrônico, que se mantém pré-engatado e distribui o torque para as rodas sob demanda.

Desde a versão S, o RAV4 oferece bancos revestidos em couro e ventilação para os dianteiros e ajuste elétrico para motorista, direção elétrica, ar-condicionado digital de duas zonas e difusor para bancos traseiros, multimídia de sete polegadas, destrava e partida sem chave, rodas de liga leve aro 18 e faróis em LED com ajuste automático de facho. 

A versão SX inclui teto solar panorâmico, carregador sem fio e porta-malas elétrico, assim como sistema de auxílio de condução.