Encher o carrinho do supermercado está cada vez mais difícil. Projeções apontam que a inflação do setor alimentício será de 8% em 2020. Assim, é preciso pesquisar para não estourar o orçamento doméstico. O site de pesquisas Mercado Mineiro divulgou levantamento de preços nos supermercados na Região Metropolitana de Belo Horizonte, entre os dias 2 e 5 e setembro. A alta do arroz, que tem sido pauta de discussões à mesa e nas redes sociais registrou variações de até 30%.

Segundo o balanço, o arroz da marca Prato Fino de 5kg pode ser encontrado de R$ 22,95 até R$ 29,98, com uma variação de 30%. O pacote de 5 quilos do arroz Camil pode ser encontrado de R$17,90 até R$22,98, com uma variação de 28%. Já arroz branco Tia Jú de 5kg pode ser encontrado de R$15,49 até R$19,98, uma variação de 29%. 

Feijão

O companheiro do arroz, o feijão também não tem escapado da escalada de preços. E as variações também são discrepantes. O quilo do feijão carioca de 1kg da marca Pink tem preços que oscilam de R$6,49 até R$8,98 (variação de 38%).

Outros itens da cesta básica como o óleo de soja pode custar de R$5,65 a até R$7,85, com uma variação de 39%. Já o macarrão com ovos de 500g da marca Vilma pode custar de R$2,98 até R$3,99 com uma variação de 33%. 

O litro do leite integral Itambé pode ser encontrado de R$3,69 até R$5,08, com variação de  37%. Já o litro do leite integral Porto Alegre pode ser encontrado de R$3,29 até R$4,59, oscilação de 39%.