A maioria dos consumidores de Belo Horizonte já aderiu às compras pela internet. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH). Segundo o levantamento, 42,7% dos entrevistados afirmaram que compram sempre ou quase sempre no comércio virtual. Já 30,6% disseram que às vezes fazem compras on-line. Outros 8,9% responderam que raramente utilizam a internet na hora de consumir, mas admitem que já usaram. 

Somados, os índices apontam que 82,2% já utilizaram o modo virtual de fazer compras. Essa foi a primeira pesquisa da entidade sobre o assunto, portanto não é possível mensurar o crescimento da modalidade na capital mineira, mas, segundo o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva, o e-commerce já faz parte da realidade dos belo-horizontinos. “Os consumidores estão cada vez mais conectados e bem informados, por isso fazer compras on-line já se tornou um hábito para a maioria dos moradores da capital”, comenta Silva.

Motivos

O preço dos produtos foi apontado como a principal razão para consumir no comércio eletrônico. Para 27,8% dos entrevistados, os produtos vendidos pela internet possuem um valor melhor. Em seguida aparece o fato de não precisar se deslocar/locomover para comprar (20,4%) e a agilidade de operação (19,9%).

“O e-commerce oferece ao consumidor a liberdade de comprar quando e onde quiser, além de permitir a comparação de preços em tempo real, o que facilita a tomada de decisão”, explica Silva. 

Para ele, os dados deixam claro que os empreendedores devem pensar cada vez mais no comércio de uma forma global, que integre as lojas físicas e virtuais. “A internet está moldando cada vez mais as relações de consumo entre clientes e lojistas, por isso os empresários devem estar atentos para conseguir atrair os consumidores tanto para lojas virtuais, quanto para as físicas, oferecendo aos clientes uma experiência de compra omnichannel”, acrescenta.

Arteonline

Hábitos

Outras mudanças significativas em relação aos hábitos de consumo tradicionais também podem ser observadas na pesquisa, principalmente em relação à hora e ao dia das compras. O período da noite é o horário preferido pelos moradores da capital (60,2%) para comprar on-line. “Nesse horário as pessoas costumam estar em casa e com disponibilidade para acessar a internet, por isso a maior concentração”, diz o presidente da CDL/BH. Em seguida vem o horário da tarde com 20,8% da preferência, da manhã com 13,1% e madrugada com 5,9%.

Sábado e domingo são os dias preferidos pelos consumidores (41,7%) para comprar no e-commerce. Na sequência aparecem: sexta-feira (13,1%); quinta-feira (12,2%); segunda-feira (11,9%); terça-feira (10,5%) e quarta-feira (10,5%).

Produtos

De acordo com o levantamento, os itens mais comprados pelos consumidores que utilizam o e-commerce são os eletrônicos, móveis e artigos de decoração (14,4%). Em seguida estão os calçados e acessórios, com 11,7%, e vestuário com 10,4%.