Cerca de 50 pessoas participaram hoje, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio), de um ato contra a decisão da Prefeitura do Rio de permitir a construção de um campo de golfe na Área de Preservação Ambiental (APA) de Marapendi, na Barra da Tijuca.

Segundo nota emitida pelo Comitê Popular Rio, entidade organizadora do ato, o projeto da construção do campo de golfe "esconde uma manobra para beneficiar a especulação imobiliária da região, uma vez que a autorização da prefeitura para destruição da área também inclui a permissão de construção de duas torres de 22 andares no local". O grupo estendeu faixas e promoveu encenações, como o enforcamento de um boneco que representava o prefeito Eduardo Paes (PMDB).