O Conselho Administrativo da Petrobras acatou a indicação do general Joaquim Luna e Silva, feita pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar o cargo de Roberto Castello Branco. A decisão foi divulgada na noite desta terça-feira (23).  Mas 7 dos 11 conselheiros vão ser trocados. 

A mudança na presidência da Petrobras provocou prejuízos. Os pregões de sexta-feira da semana passada e dessa segunda-feira (22) registraram queda nos papéis da estatal, somando uma desvalorização de R$ 100 bilhões nos dois dias.

O mercado reagiu nesta terça-feira e as ações da estatal voltaram a subir na Ibovespa, mas, para o economista e diretor de estratégias da Belo Investment Research, Rafael Foscarini,  o mercado internacional não gosta de política intervencionista e isso pode aumentar o Risco Brasil, ou seja, quanto mais alto o índice, maior o risco e menor a confiança dos investidores com relação ao país.

Acompanhe a entrevista na íntegra.