O governador de Minas Gerais e pré-candidato à reeleição Fernando Pimentel (PT) sinalizou a possibilidade de apoiar a candidatura da deputada federal Jô Moraes (PCdoB) ao Senado, o que indica uma possível aliança eleitoral entre os dois partidos. O anúncio foi durante um evento do PCdoB, nesse sábado (23). "Eu só posso continuar se vocês estiverem ao meu lado, para juntos conquistarmos as nossas bandeiras", afirmou o governador.

As lideranças do partidos estão mais confiantes em um acordo entre as legendas. O presidente estadual do PCdoB, Wadson Ribeiro, também sinalizou que os partidos devem sair juntos nas eleições, falando ser necessário que Minas Gerais eleja como senadora Jô e a ex-presidente cassada, Dilma Rousseff (PT).

A presidente do diretório estadual do PT, Cida de Jesus, confirmou que as conversas com o PCdoB avançaram e destacou que os partidos estão trabalhando para convergir em uma unidade para as eleições.

Aliado histórico do PT no Estado e detentor de cargos na administração de Pimentel, o PCdoB teve conversas com o pré-candidato ao governo pelo PSB, Marcio Lacerda. A relação entre as legendas ficou estremecida desde a mudança do endereço eleitoral da ex-presidente cassada, Dilma Rousseff (PT).

Outras coligações

O MDB abandonou a base governista após o presidente da Assembleia Legislativa, Adalclever Lopes (MDB) dar prosseguimento ao processo de impeachment contra Fernando Pimentel e anunciar que os emedebistas seguiriam com candidatura própria ao governo de Minas. "Eles (MDB) ainda não bateram o martelo de que não virão, mas o PT está aberto para conversas", destacou Cida de Jesus, que negou que o MDB tenha rompido com os petistas por conta da possibilidade de Dilma concorrer ao Senado.

Sobre o PSB, a negociação acontece em nível nacional e os diretórios estaduais seguiriam a direção nacional das legendas.

* Com Estadão Conteúdo

Leia mais:
Santa Luzia, Itanhomi e Timóteo terão novos prefeitos; acompanhe a apuração dos votos
Senado terá número recorde de candidatos à reeleição
Pré-candidatos à Presidência e ao Governo de Minas discutem alianças em Tiradentes